sexta-feira, 5 de novembro de 2010

República das putas

Jéssica parece uma boneca, uma boneca ingênua, daquelas que transmitem alegria pelo buraco da boca, mas que guardam dentro de si um perigo mortal: talvez uma faca ou uma paixão doentia. Não é difícil imaginar o porquê de ela fazer tanto sucesso entre os homens com mais de 40 anos. Jéssica os conquista com aquela beleza doce mas ao mesmo tempo fria, uma beleza que faz com que eles se lembrem de seus áureos tempos de escola, do primeiro sexo, da dificuldade em penetrar a namorada virgem, da alegria contida em ver um seio pela primeira vez, da ingenuidade.

*Trecho do livro-reportagem que estou escrevendo. Jéssica é uma prostituta da Rua Augusta. 

Um comentário:

AnaHell disse...

Esse livro eu vou querer ler, com cerreza!